Academia Brasileira de Letras do Rio de Janeiro apresenta peça inédita de Castro Alves

As várias faces do escritor baiano Castro Alves poderão ser conhecidas e reconhecidas pelo público da Academia Brasileira de Letras. Muitos conhecem o poeta, ora romântico, ora político, mas são poucos os que tiveram acesso a seus textos para o teatro.

O Espetáculo – Baile e velório, amor e remorso, vida e morte. A encenação é calcada em antíteses, figura de linguagem preferida do poeta dos escravos. Segundo Edvard Passos, diretor da montagem, a peça é uma tragi-comédia, como definiu Pedro Calmon, uma relíquia cheia de peripécias absurdas que restitui o humor, a vibração, a irreverência e revela outra faceta do poeta: a de homem de teatro.

O texto para o teatro de Castro Alves, “D. Juan ou A Prole dos Saturnos”, esteve perdido por quase 50 anos após a morte do poeta. Quando foi publicado, estava incompleto. Nunca teve uma publicação exclusiva, nem qualquer destaque. Talvez, por esses motivos, raríssimas pessoas conheçam a peça, que não tinha sido levada à cena até 2015.

O espetáculo é gratuito.

Depois de sucesso em temporada no Teatro Xisto, “Besame Mucho” volta em cartaz no Teatro Sesi

Com texto de Mário Prata, o espetáculo “Besame Mucho”, volta aos palcos de Salvador no Teatro Sesi do Rio Vermelho. 

A obra conta uma história de amor entre amigos, cercada de desejos reprimidos, frustrações, tensões, encontros e desencontros, durante o regime militar. Taric Marins, Isaac Ribeiro, Raissa Xavier, Cassia Domingos, Lorena Bastos e Gabriel Gonçalves.

Escrito em 1987 e ambientado no regime militar iniciado em 1964, a peça aborda a “família tradicional brasileira” do período. Nesse contexto, a obra usa o humor para falar sobre questões ligadas ao sexo, à política e à religião.

SERVIÇO:
Espetáculo Besame Mucho.
Data: de 07 a 22 de dezembro (exceto dia 08) – Quartas e quintas.
Valor:R$ 30,00 e R$15,00 reais.
Local: Teatro SESI Rio Vermelho.
Horário: 20h (quartas e quintas)
Classificação 16 anos

“Dark Times” estreia no Teatro Martim Gonçalves

Assuntos como crise econômica, desemprego, acentuação das disputas sociais, associações entre política e religião integram o texto do espetáculo “Dark Times”, que estreia no dia 19 de agosto no Teatro Martim Gonçalves, na Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA), no bairro do Canela, em Salvador. As apresentações irão ocorrer diariamente até 28 de agosto, sempre às 19h. A entrada é gratuita.

A peça é inspirada no texto “A Santa Joana dos Matadouros”, que foi escrito entre 1929 e 1931 pelo dramaturgo alemão Bertolt Brecht. Dirigido por Paulo Cunha, o espetáculo “Dark Times” é a primeira versão da obra na Bahia.

Serviço
Dark Times (ou A Santa Joana ainda vive nos matadouros)
Temporada: 19 a 28 de agosto, todos os dias, às 19h
Local: Teatro Martim Gonçalves – Escola de Teatro da UFBA – Av. Araújo Pinho, 292, Canela.
Entrada gratuita (retirada do ingresso a partir de 1h antes do espetáculo)
Classificação indicativa: 14 anos

Raissa Xavier substitui Kátia Leal em Espetáculo Infantil em nova temporada

A peça narra a história de três crianças que entram numa aventura fantasiosa até a “Bueirolândia”, a terra dos bueiros. No caminho, elas confrontam-se com os seus próprios medos e, juntas, descobrem formas de superá-los.

O espetáculo, que percorre diferentes espaços do Teatro Vila Velha, é dirigido por Zeca de Abreu, artista premiada pelo infanto-juvenil “H2O Uma Fórmula de Amor” e indicada pelo infantil “Bonde dos Ratinhos”, ambos dirigidos por ela.

Raissa entra no elenco no lugar de Kátia Leal, que não pode fazer a nova temporada. O espetáculo fica em cartaz no Teatro Vila Velha.

Toda Forma de Amor, um musical reabre Teatro ACBEU

O espetáculo “Toda Forma de Amor – Um Musical”  estreia nesta sexta-feira, 8, às 21 horas, no Teatro Acbeu,  marcando a  reabertura do espaço cultural que completou 78 anos e que  fechou  para reformas desde 2010.

A montagem  que fica em cartaz até 28 de setembro conta a história de cinco  amigos na fase de transição entre a juventude e a vida adulta, com suas dúvidas, medos, conflitos e descobertas amorosas.

Com  roteiro e direção de Claudio Simões e George Vladimir,  que também integra o elenco da montagem, a peça leva ao palco os atores Analu Tavares, Bruno Masi, Marcos Barretto e Raissa Xavier.

Os intérpretes do musical, ambientado entre  as décadas de 1980 e 1990,  representam jovens que vivem o rito de passagem de uma  fase mais light para outra,  que exige mais responsabilidades.

Série baiana “Deu a louca na Copa” estreia na TVE Bahia

É véspera de jogo do Brasil na Copa do Mundo. E eis que, não mais que de repente, o dono de uma pensão se dá conta de que uma das paredes de seu empreendimento está voltada para o estádio onde a seleção canarinho promete balançar a rede adversária. Para garantir vista privilegiada, basta providenciar a abertura de uma janela na parede. Simples, não? Bom, nem tanto.

É assim que o roteirista Cláudio Simões dá o pontapé inicial de Deu a Louca na Copa, série baiana em cinco capítulos que estreia domingo, às 21h30, na TVE. Mas, até chegar ao fim, a história se transforma num grande imbróglio que se desenrola entre lances bem dosados de crítica social e humor.

O Que? Série de Comédia – Deu a Louca na Copa
Aonde: TVE Bahia
Quando: Segunda a Sexta
Horário: 21:30h
Ano: 2014
Direção: Jairo Eleodoro

Mais uma capa!

A segunda capa de Revista foi uma campanha realizada para a designer de bijuterias, Suely Machado. A edição da Revista Bijoux é de março de 2011. As fotos foram feitas por Anita Barreto.